Vereadora Brena Dianná solicita do Executivo Municipal a criação do Banco do Povo

por Mayara Carneiro publicado 03/05/2021 16h25, última modificação 03/05/2021 16h25 Texto: Assessoria Parlamentar / Fotos: Simone Brandão
A vereadora frisou que no Amazonas o programa já existe em alguns municípios, como por exemplo: Barcelos, Coari, Itapiranga, Tefé, Urucará e Maués.

A vereadora Brena Dianná (PSD) nesta manhã de segunda-feira, 03 de maio de 2021, trouxe para a casa legislativa uma propositura que visa fomentar a economia local do município, através do Banco do Povo. O Banco do Povo é uma iniciativa nacional com objetivo de oferecer financiamento para empreendedores formais ou informais, associações e cooperativas produtivas ou de trabalho, viabilizando o capital de giro e o investimento fixo, promovendo desta forma, o desenvolvimento e a criação de oportunidades socioeconômicas para o município de Parintins.

A vereadora frisou que no Amazonas o programa já existe em alguns municípios, como por exemplo: Barcelos, Coari, Itapiranga, Tefé, Urucará e Maués. Isso representa um novo caminho para a economia local, uma vez que gera o interesse dos cidadãos em investir e iniciar seus próprios empreendimentos.

“Ocorre que Parintins tem força e capacidade para se tornar uma cidade mais produtiva e ter uma economia mais criativa, como tratei na semana passada sobre economia criativa, que visa fomentar principalmente a nossa cultura, o artesanato e o turismo, onde poderemos também oportunizar a mobilidade social e incentivo aos pequenos fornecedores de serviços e os pequenos negócios, principalmente abrir espaço na economia para as pequenas comunidades ao redor do município”, frisou.

A vereadora ressaltou que uma das questões que inibe os empreendedores é o acesso ao crédito, falta de empréstimos diversificados para atingir todos os tipos de clientes possíveis, exigências documentais, altas taxas de juros cobradas e outros motivos. A concessão dessa linha de crédito aos micros e pequenos empreendedores de baixa renda tem efeito bastante positivo na economia e nas condições sociais do município, pois a curto prazo contribui para a geração de renda e, no médio e longo prazo, estimula a formalização de novos empreendedores, com benefícios para a sustentabilidade da economia local.

Portanto, o Micro crédito produtivo orientado é um programa social gerador de emprego e renda para população mais carente, através do Banco do Povoe e é de grande importância a criação de um programa que dinamize a economia local, principalmente nos momentos de grande estabilidade nacional como este trazido pela pandemia da COVID-19.

Dessa forma, é necessário promover a capacitação e qualificação gerencial de empreendedores; promover sistemas associativos de produção, mediante a criação e a manutenção de uma central de compras, de produção e vendas; oferecer infraestrutura para facilitar o escoamento da produção e possibilitar o acesso dos empreendedores de pequenos negócios ao sistema de comercialização, apoiar e estimular a criação de instituições e suas atividades. A implantação do banco tende a superar as dificuldades dos bancos privados, através de procedimentos de cadastros mais simples e menos burocráticos.

A vereadora então finalizou dizendo: “Devemos diversificar a economia de Parintins e isso é um dos primeiros passos para criar um município que inclui, incentiva e oportuniza a mobilidade social de seus cidadãos, através de reais incentivos financeiros”.