Vereador Renei propõe Sistema Salta-Z para Ilha das Guaribas e Sessão Solene para celebrar os 71 anos da Igreja Assembleia de Deus em Parintins

por Clely Ferreira publicado 22/10/2019 18h20, última modificação 22/10/2019 18h45
Colaboradores: Clely Ferreira
Texto: Assessoria Parlamentar / Foto: Simone Brandão
Renei disse que quando é tempo de seca as pessoas têm que ir pegar água a uma distância de mais de um quilômetro (01km). Isso dificulta o dia a dia das famílias da localidade. Para solicitar a instalação do Sistema Salta-Z para a Ilha das Guaribas, apresentou a Indicação nº 104/2019.

Na sessão desta Terça Feira (22/10), o Vereador Renei Serrão deu início a seu discurso falando da necessidade de instalação do sistema da Solução Alternativa Coletiva Simplificada de Tratamento de Água para Consumo Humano (Salta-Z) na comunidade da Ilha das Guaribas. Pediu que as autoridades olhem por essas pessoas que necessitam de uma boa água para o sustento e seus afazeres.

Renei disse que quando é tempo de seca as pessoas têm que ir pegar água a uma distância de mais de um quilômetro (01km). Isso dificulta o dia a dia das famílias da localidade. Para solicitar a instalação do Sistema Salta-Z para a Ilha das Guaribas, apresentou a Indicação nº 104/2019.

Outro assunto abordado pelo parlamentar foi sobre os 71 anos da Igreja Assembleia de Deus no município de Parintins. Para que a Casa Legislativa reconheça o serviço que vem sendo prestado pelo movimento cristão, solicitou que seja realizada uma Sessão Solene no dia 31 de outubro da próxima semana (Quinta-Feira).

Renei encerrou seu discurso com referência à assinatura do Termo de Ajustamento de Gestão (TAG) em que Parintins tem o prazo de dois anos para eliminar com o lixão a céu aberto. O instrumento de controle consensual foi assinado na noite de segunda-feira (21/10) em evento realizado na arena do Bumbódromo. Renei parabenizou a cidade de Parintins, a Câmara Municipal e toda a população que presenciou o acordo.

Renei disse que é resultado de manifestações pelas universidades, Tribunal de Contas do Estado (TCE), Prefeitura e a Câmara Municipal que vem sendo feitas há muito tempo. Sobre a situação do que alguns chamam de “lixeira pública” e outros de “aterro sanitário”, disse que, sem dúvida, através dessas parcerias, o problema será resolvido.