Vereador Gelson evidencia a certificação do primeiro abatedouro de jacaré no Amazonas

por Clely Ferreira publicado 03/12/2019 16h25, última modificação 04/12/2019 07h26
Colaboradores: Clely Ferreira
Texto: Anny Prata - Assessora Parlamentar / Foto: Simone Brandão
Na manhã desta terça-feira (03/12), durante Sessão Ordinária, o vereador Gelson Moraes (PSD) falou sobre a Agência de Defesa Agropecuária e Florestal (Adaf) do Estado do Amazonas e a certificação do primeiro abatedouro de jacaré no Amazonas. A instalação visa o abate e beneficiamento da espécie.

Na manhã desta terça-feira (03/12), durante Sessão Ordinária, o vereador Gelson Moraes (PSD) falou sobre a Agência de Defesa Agropecuária e Florestal (Adaf) do Estado do Amazonas e a certificação do primeiro abatedouro de jacaré no Amazonas. A instalação visa o abate e beneficiamento da espécie.

Atualmente, o manejo comercial de jacarés no Amazonas está regulamentado pela resolução nº 08 do Conselho Estadual de Meio Ambiente (Cemaam), de 27 de junho de 2011, que estabelece procedimentos técnicos para o manejo de jacaré, oriundos de Unidades de Conservação de Uso Sustentável do Estado do Amazonas (UCs) e pela Instrução Normativa (IN) nº 001/2011 Sepror, de 29 de junho de 2011, que estabelece normas para o abate e processamento de carne de jacarés oriundas de programas de manejo no Amazonas.

Sobre o abatedouro, o estabelecimento terá a capacidade de produzir mais de 200 quilos de carne de jacaré, equivalendo aproximadamente ao abate de 30 jacarés por dia. Serão comercializadas carcaças inteiras frescas e cortes, sobrecoxas e coxas, caldas, costelas e dorsos. Além disso, a pele será comercializada para industrialização.

A Adaf tem papel fundamental no processo de regularização e certificação da indústria, pois garante ao consumidor um produto de origem e qualidade higiênico sanitária adequados para o consumo. A partir de agora, o abatedouro poderá abater os jacarés e gerar renda emprego à comunidade e contribuir com a economia do Estado. 

O vereador está empenhado para que logo Parintins seja o próximo Município a comercializar jacarés e, com isso, aumentar a renda local e dar uma qualidade de vida para os beneficiados.