Tião Teixeira evidencia sequência de problemas no porto de Parintins

por Clely Ferreira publicado 19/11/2019 20h36, última modificação 19/11/2019 20h36 Texto: Gerlean Brasil - Assessoria Parlamentar / Foto: Simone Brandão
A interdição da operação de embarque e desembarque, tanto de passageiros, quanto de cargas, no porto de Parintins, foi o principal tema tratado pelo vereador Tião Teixeira (PTB), em pronunciamento, na sessão desta terça-feira, 19. O parlamentar ficou preocupado quanto ao prazo estimado de um mês para ser resolvido, em definitivo, os danos nos olhais de amarração dos módulos flutuantes.

A interdição da operação de embarque e desembarque, tanto de passageiros, quanto de cargas, no porto de Parintins, foi o principal tema tratado pelo vereador Tião Teixeira (PTB), em pronunciamento, na sessão desta terça-feira, 19. O parlamentar ficou preocupado quanto ao prazo estimado de um mês para ser resolvido, em definitivo, os danos nos olhais de amarração dos módulos flutuantes.

Tião Teixeira enfatizou que o prefeito de Parintins, em Exercício, Tony Medeiros, solicitou celeridade na solução do problema, em menor tempo possível, em reunião com o coordenador geral da Administração das Hidrovias da Amazônia Ocidental (Ahimoc), Luciano Moreira de Souza Filho, na segunda-feira, 18. O parlamentar responde como presidente da Casa Legislativa, em Exercício, e estava acompanhado pelo vereador Bertoldo Pontes.   

O vereador declarou que a economia do município é penalizada, por causa de problemas previsíveis, em consequência de erros de engenharia no porto, de competência do Governo Federal, o qual tem sido objeto de reformas, desde a inauguração, em 2006. Tião Teixeira também alertou sobre a situação agravante do muro, em frente ao prédio administrativo, por conta dos riscos de desabamento.

De acordo com o parlamentar, a Defesa Civil de Parintins atua no acompanhamento da área de risco e pode atuar na interdição. O vereador comunicou que dois engenheiros do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), especialistas em geotecnia, avaliam a estrutura do porto de Parintins, com ênfase na parte do muro e do prédio administrativo, para emitir laudo técnico.