“Voto em defesa dos direitos assegurados dos professores municipais”, declara Nêga Alencar

por Clely Ferreira publicado 12/11/2019 11h05, última modificação 13/11/2019 09h45 Assessoria Parlamentar | Vereadora Nêga Alencar (PSD) / Foto: Simone Brandão
A vereadora Nêga Alencar (PSD), na sessão da Câmara Municipal de Parintins, em 12 de novembro, reafirmou sua posição em defesa dos professores e professoras da rede municipal de educação quanto a tramitação do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) do magistério municipal.

 A vereadora Nêga Alencar (PSD), na sessão da Câmara Municipal de Parintins, em 12 de novembro, reafirmou sua posição em defesa dos professores e professoras da rede municipal de educação quanto a tramitação do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) do magistério municipal.

“Eu estarei sim, dando meu voto favorável ou contrário, porque quando eu não sei eu sento para aprender, através das inúmeras reuniões que nós temos dentro das casas dos professores, como por exemplo da professora Arineide, da professora Leonor. Não precisa apenas ser professor para saber como é que se defende um professor, como é que se defende uma pessoa que está ali doando sua vida e que necessita ter o melhor daquele projeto (PCCR)”, ressaltou a vereadora.

A parlamentar deixou claro para os demais vereadores, para os professores e a comunidade parintinense o motivo de ter tornado público o Projeto de Lei de reformulação do PCCR e que ao chegar ao conhecimento do sindicato dos professores municipais, foi constatado a má fé da Prefeitura de Parintins ao alterar alguns artigos do projeto elaborado com a participação da categoria dos trabalhadores em educação do município.

“Tornei público porque é um documento público. Quando recebi em meu e-mail, no dia 08 de novembro, por minuto algum eu disse que esse projeto entraria em votação. Se a interpretação foi outra, pois as pessoas plantam para serem melhores, não tem problema, eu aguento. Como em tantos outros momentos que eu fui julgada por tornar público outros documentos, outros projetos também” argumentou a vereadora para rebater as críticas infundadas dos vereadores da base do prefeito.

Nêga Alencar ressaltou que que vai tornar público os projetos vindos da Prefeitura que não seja de interesse da população da classe trabalhadora, até porque, segundo a vereadora, são documentos públicos.

“Eu estou representando a comunidade parintinense, tanto quanto vocês (vereadores), e vocês precisam respeitar, pois temos que ter respeito entre ambos aqui dentro (Câmara) e respeito com todos outros cidadãos”, pontuou em resposta aos ataques que sofreu de alguns vereadores por defender os direitos dos professores municipais.